terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Identifique! Identifique-se! Se identifique!


No dicionário, encontramos o seguinte significado para identificar: 
v.t Tornar ou declarar idêntico
Achar a identidade de
Determinar a natureza de uma coisa
v.pr. Compenetrar-se dos sentimentos ou idéias de outro
E alguns de seus sinônimos são: detectar, reconhecer, caracterizar, apresentar-se, igualar, mesclar-se, adaptar-se.

Interessante perceber que para nós intolerantes o primeiro passo é identificar, detectar o nosso problema.
O segundo é identificar, reconhecer que teremos que conviver com ele.
O terceiro é passarmos a identificar, caracterizar alimentos toleráveis, locais onde é possível comer, fontes de informação.
O quarto é identificar-se, apresentar-se como intolerante à lactose.
O quinto eu diria que é se identificar, se igualar, mesclar-se, compenetrar-se com outros intolerantes à lactose ou pessoas com restrição alimentar.
E o sexto que é uma consequência de todos os outros, é identificar-se, adaptar-se completamente à nossa condição.

Desde que identifiquei a intolerância à lactose na minha vida e reconheci que teria que conviver com ela, um mundo novo se descortinou à minha frente, um mundo que nunca pensei em conhecer.
A vida é mesmo algo surpreendente, nos leva por caminhos e lugares inimagináveis.
E ao longo desse caminho amadurecemos muito, conhecemos tantas pessoas, aprendemos com as trocas de experiência e com a nossa nova condição.
Algo que no início parecia ser extremamente difícil, se torna suportável, depois natural, depois faz parte da nossa condição humana, que tem como uma de suas características mais encantadoras, a de ser adaptável.
Hoje, identifico, identifico-me, me identifico e tenho tido surpresas maravilhosas com essa maneira de lidar com à intolerância à lactose, de conviver com o problema.
A indústria está oferecendo mais opções de produtos especiais, os estabelecimentos estão se informando e informando melhor, há muita fonte de informação disponível, confiável, boa e útil para nós, enfim, a situação não é a ideal ainda, mas tem evoluído.

Então, para você que se identifica como intolerante à lactose, o meu conselho é:

Identifique! Identifique-se! Se identifique!


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Verde Campo - Queijo Minas Padrão sem lactose

Experimentei finalmente o queijo Minas padrão sem lactose. (rs)
Vi que existem de várias marcas, mas esse da Verde Campo foi o que encontrei mais fácil.
Aqui em Brasília, esse tipo de queijo é mais facilmente encontrado em lojas de produtos naturais.
Achei o queijo muito bom, é macio, o sabor bem leve, ótimo para fazer sanduíche.
O grande problema desse tipo de queijo é o preço. Realmente isso me impressionou, precisam melhorar e muito o valor de comercialização, porque desse jeito não dá pra consumí-lo com frequência.
Mas vale a pena a dica para os intolerantes que querem matar um pouco a saudade de consumir queijo.