segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Da série: Só com muita tolerância! (2)

Você está morrendo de vontade de comer uma pizza e resolve pedir por telefone.
Você já sabe que naquele estabelecimento a massa não leva leite, o que já é um conforto.
Escolhe um sabor e faz a recomendação de tirar todo o queijo.
A pizza chega com queijo, você devolve e liga pra reclamar.
A atendente pergunta: Catupiry é queijo?


Pela aprovação do PL Nº 1.490/2013 já! 
Para acompanhar o andamento do PL acesse aqui.


Mix - Granulado colorido sem lactose


É até fácil achar um confeito de granulado de chocolate que não possua leite na composição, difícil mesmo é achar um granulado colorido que não tenha, a maioria possui. 
Depois de muito procurar achei esses da marca Mix que não tem leite dentre os seus ingredientes.
Ele é macio e recomendado para enfeitar bolos, tortas, confeitar sorvetes, mousses, etc. 
Fiz a experiência de colocá-lo na massa do bolo para ver como ficava e não deu muito certo. 
A idéia é de que ficassem relativamente íntegros, como acontece quando fazemos o bolo formigueiro com o granulado de chocolate, mas ele derreteu todo e ficou a massa tingida. 
Não funciona para isso, mas para enfeitar o bolo depois de pronto gostei, muito bom ter essa opção colorida sem lactose.



Marshmallow - Cobertura sem lactose


Gosto muito de ir em lojas especializadas em produtos para confeitaria e ficar examinando rótulos no intuito de descobrir opções sem lactose. 
Já tinha falado por aqui de algumas descobertas, como a pasta americana, o chantilly vegetal e o glacê real, todos sem lactose e bem práticos de se fazer em casa.
Agora descobri o Marshmallow sem a presença da lactose nos ingredientes.
Na realidade, encontrei dois, um da marca Arcólor e outro da marca Mix. 
Eles vem em pó em um pacote de 400g ou 500g, dependendo da marca, aí basta adicionar água e bater na batedeira por 10 a 15 minutos, ou até que ele fique brilhoso, cheiroso e gostoso. (rs)
Acabei comprando os das duas marcas para experimentar e até essa postagem só deu tempo de experimentar o da Arcólor, mas estou aguardando ansiosamente a oportunidade de experimentar o da marca Mix (já experimentei! muito bom!).
Achei que vale muito a pena, super prático e rápido de fazer e além de tudo é bem gostoso.
A consistência não é tão mole como o chantilly, nem tão dura como o glacê real, que vocês já conhecem, fica entre uma e outra, mas das três foi a minha preferida para cobertura de bolo e cupcakes.



quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Da série: Só com muita tolerância! (1)

Você vai naquele bar ótimo, badalado, que tem um chopp maravilhoso.
Estuda o cardápio para ver se oferecem, por acaso, algum petisco sem queijo, sem leite, sem creme de leite, etc. Algo de fato incomum.
Descobre um que, segundo a descrição, estaria adequado para os intolerantes à lactose e além disso vem um pouquinho dos melhores petiscos da casa. 
Você se anima  e pensa de pedir esse mesmo. 
Confirma com o garçom se é aquilo mesmo descrito no cardápio e ele afirma que sim. 
Você pede e pensa que é só correr para o abraço.
Aí chega o prato e você não sabe se olha pra ele ou pro garçom.
E vem aquela voz mental do saudoso Lombardi: "Sabe o que você acaba de ganhar de brinde em cima de todo o p-r-a-t-o? QUEIJO RALADO!"


Pela aprovação do PL Nº 1.490/2013 já!


terça-feira, 26 de novembro de 2013

Restaurante Flor de Lótus


Estou virando fã dos restaurantes naturais, porque além deles terem muito mais cuidado com o preparo dos alimentos, são muito mais preocupados em informar as restrições alimentares.
Conheci o Flor de Lótus e gostei muito, ele segue a linha natural e oferece opções de peixe no buffet a quilo todos os dias.
A comida é bem gostosa. Para mim, os destaques do dia que fui foram o rocambole de cará, o pastelzinho de banana e a sobremesa de sagu de uva com creme de castanha, dos deuses.
Eles tem serviço de delivery e no site é possível verificar o cardápio do dia com as indicações de restrição de cada prato.
Vale muito a pena conhecer!
O restaurante Flor de Lótus fica na CLN 102, Bloco A, loja 48 - Asa Norte - Brasília

Piracanjuba - Leite Zero Lactose sabor chocolate

Quando estava me preparando para escrever sobre o Leite Zero Lactose sabor chocolate da Piracanjuba, recebi a mensagem da leitora Cibele com a sugestão, transmissão de pensamento. (rs)
Foi bem fácil achá-lo no supermercado, um sinal de que os produtos sem lactose estão se popularizando para a nossa alegria.
Eu gostei, geladinho então fica muito bom.
No entanto, não é o tipo de produto que consumiria todo dia, deixaria essa gordice para aqueles dias de matar a saudade das guloseimas pré-intolerância, pois ele para o meu paladar é bem doce e o chocolate bem concentrado.
O leite zero lactose puro continua sendo uma opção mais versátil e saudável, com ele dá pra fazer vitamina, misturar com café e criar o seu próprio chocolate quente ou gelado, tudo ao seu gosto. O zero lactose sabor chocolate ganha pontos em termos de praticidade, na minha opinião. 
Mas como nós gostamos de ter novidade e opções para nós são bem restritas, já nos sentimos no céu com o oferecimento de novos produtos.










segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Uma boa notícia!


Em Brasília, restaurantes podem ser obrigados a informar presença de lactose e glúten no cardápio. 
Tramita na Câmara Legislativa do DF o PL Nº 1.490/2013 que trata do assunto e já foi aprovado na Comissão de Defesa do Consumidor.
O projeto de lei ainda prevê multas para os estabelecimentos que não cumprirem a lei.
Torcemos para que seja aprovado e comece a ter efeitos práticos logo.
Eu sou uma defensora de que quanto mais informação nos estabelecimentos melhor, tinha até tratado do assunto aqui no blog. 
Nós que possuímos qualquer restrição alimentar sabemos o quanto é difícil ter certeza do que estamos consumindo, porque os estabelecimentos em geral não tem cardápio e pessoal treinado para atender esse tipo de público.
Estou criando a série "Só com muita tolerância!" no blog, com casos verídicos que exemplificam muito bem ao que estamos sujeitos. 
Como a finalidade é chamar atenção ao tema e de alguma forma conscientizar, os nomes dos estabelecimentos não serão divulgados. Aguardem!
Para saber um pouco mais sobre o assunto, acesse o link da notícia aqui.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Jasmine - Pão de Mel Integral

Experimentei o Pão de Mel Integral da Jasmine.
Ele não é tão macio e fofinho quanto o original, mas muito gostoso.
Ele não tem leite na sua composição, mas na embalagem informa que ele pode conter traços de lactose por ser processado na mesma linha industrial de produtos que utilizam este ingrediente.
Para aquelas pessoas que não possuem alergia ao leite, vale a pena experimentar, já que somos tão carentes de opções gostosas para comer no lanche.
A embalagem vem com vários mini pães de mel.
Fiquei pensando que dá pra utilizá-los como lembrancinha, embalando um a um com capricho.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Muffin integral de banana sem lactose

Essa receita é ótima para o lanchinho das crianças, não é muito doce e leva aveia, uma opção bem mais saudável em comparação com as receitas de bolos comuns.

Ingredientes:

1 banana nanica ou prata
1 ovo caipira grande
3 colheres de sopa de óleo de coco ou canola
2 colheres de sopa de açúcar mascavo ou demerara
3 colheres de sopa de leite zero lactose ou de leite de coco
1/2 xícara de aveia em flocos
1/2 colher de sopa de fermento em pó

Modo de Preparo:

Bater a banana, o ovo, o óleo, o açúcar e o leite no liquidificador.
Depois de batido, colocar em uma vasilha e acrescentar a aveia e o fermento.
Misturar bem e colocar em forminhas para assar.
Se quiser, pode acrescentar passas, fica uma delícia.

Geralmente costumo fazer a receita dobrada ou triplicada para render mais.

Danubio - Iogurte sem lactose



Finalmente experimentei o iogurte sem lactose da Danubio, não achava ele de jeito nenhum perto de casa.
De um mês pra cá tudo mudou, tem sido bem mais fácil encontrá-lo.
Acredito que o produto se popularizou e muita gente está consumindo.
Espero que a procura faça o preço baixar ainda mais, ainda não está em um valor ideal que permita ser consumido todo dia.
A minha impressão é de que até agora é o melhor iogurte sem lactose que já provei.
Primeiro pelos sabores, o integral que não tem açúcar ou qualquer adoçante é o mais versátil, dá pra comer puro, com mel, com frutas. Ponto positivo, já que não curto muito produtos com adoçante, prefiro sem nada ou com açúcar.
O de morango e physalis são deliciosos, doces na medida.
Os iogurtes são realmente muito bons e a embalagem de vidro é uma graça, além de ter muitas possibilidades de reutilização.



sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Bolo de cenoura no copinho sem lactose


Gosto muito dessa receita, é fácil de fazer, não leva leite e o bolo fica uma delícia, bem fofinho.
É daquelas receitas bem versáteis, dá pra assar na forma grande e nas forminhas de cupcakes.
Para festas, fica ideal nessa versão servida no copinho para comer com colher, é a minha preferida.


Ingredientes:

2 cenouras médias
3 ovos
1 xícara de óleo
1 e 1/2 xícara de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento
1 colher de café rasa de sal

Modo de Preparo:


Bata as cenouras, os ovos, o óleo, o açúcar e o sal no liquidificador. Despeje a mistura em uma vasilha e acrescente a farinha de trigo e o fermento peneirados. Misture bem até ficar homogêneo. 
Despeje em uma forma untada e enfarinhada, leve ao forno médio. Quando enfiar o palito e sair limpo, está pronto. Não deixe assar muito, assim ficará fofinho e úmido o bolo. 
Para fazer o bolo no copinho, depois de assado, esfarele o bolo e distribua em copinhos ou tacinhas, cubra a massa com a calda de chocolate (a receita está aqui) e se preferir coloque um pouco do chocolate granulado em cima para enfeitar. Algumas marcas de chocolate granulado não levam leite na sua composição, verifique o rótulo.
Outra dica é fazê-los naqueles potinhos com tampas, viram lembrancinhas lindas, gostosas e o que é melhor: sem lactose.




terça-feira, 10 de setembro de 2013

Café do Chef - chocolate, cappuccino e café com leite sem lactose


O Café do Chef é um ambiente muito agradável para quem é apreciador de um bom café.
Ele tem no seu cardápio  vários tipos especiais de café, além de contar com o serviço de café completo para o café da manhã.
O diferencial da casa para os intolerantes à lactose, é que eles preparam todas aquelas bebidinhas de chocolate, cappuccino e café com leite utilizando o leite zero lactose, caso você informe da intolerância.
O Café do Chef fica na CLN 108, Bloco A, Loja 20 - Asa Norte.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Restaurante Club Nature


O restaurante Club Nature tem a proposta de comida saudável oferecendo produtos orgânicos.
Funciona para café da manhã, almoço com sistema de buffet a quilo, lanche da tarde e jantar.
Experimentei ir lá no horário de almoço e fiquei muito feliz em ver todas as comidinhas devidamente sinalizadas com indicação de presença de lactose ou glúten.
Isso facilita e muito a vida dos intolerantes e celíacos.
Gostei muito, recomendo.


O Club Nature fica no Setor de Clubes Sul, ao lado do Píer 21.
Para conhecer mais, acesse o site aqui.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Bolo de Abacaxi sem lactose

Essa receita de bolo é uma adaptação que fiz de uma receita da minha mãe.
O bolo ficou ótimo, bem gostoso.



Ingredientes

1 abacaxi maduro
1 garrafinha de leite de coco de 200 ml
1/2 xícara de óleo
1/2 xícara de creme vegetal (usei o Becel)
1 e 1/2 xícara de açúcar
3 xícaras de farinha de trigo (pode substituir uma por amido de milho para a massa ficar mais fofinha)
4 ovos
1 colher de sopa de fermento em pó

Preparo

Descasque um abacaxi maduro, corte em rodelas, retire os miolos e reserve.
Bata no liquidificador ou batedeira os ovos, o leite de coco, o óleo, o creme vegetal e o açúcar.
Quando estiver tudo bem batido  despeje em uma vasilha.
Acrescente à mistura, peneirando junto a farinha, o amido de milho (opcional) e o fermento em pó  e misture bem, até tudo estar bem incorporado.
Unte uma forma com creme vegetal, espalhe um pouco de açúcar no fundo (aproximadamente 1/2 xícara), distribua as rodelas de abacaxi, cortando pedacinhos com o que sobrar para os espaços que ficaram livres entre as rodelas.
Despeje a massa do bolo em cima do abacaxi na forma.
Leve ao forno.
Quando estiver assado (espete um palito ou faca no meio para verificar, se sair limpo está pronto), desenforme com cuidado verificando se as laterais do bolo estão soltas da forma.
Aí está o seu bolo de abacaxi sem lactose pronto pra ser devorado.



sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Café Corbucci - Um café vegano


Fui conhecer o Café Corbucci, dica da leitora Caroline, que é um café vegano.
Segundo o cardápio deles, não usam nenhum ingrediente de origem animal em seus produtos e assim, nós intolerantes, podemos consumir tudo que está lá, não é demais?
O diferencial deles são os ingredientes bem alternativos utilizados no preparo dos pratos. 
Eles informaram que usam produtos orgânicos, soja sem ser transgênica, leite de amêndoas, queijo de castanha de caju, agave (uma espécie de mel vegetal),  tofupiry (catupiry de tofu), dentre outros. 
Muitos desses são produzidos na própria casa. 
O cardápio é bem variado: pães "sem queijo", quiches, pastéis, falafel (bolinho frito de grão de bico), saladas, sanduíches, tortas, trufas. 
De bebida eles tem sucos, cafés, capuccino, chocolate quente, cervejas especiais. 
Nas bebidas com "leite" você pode escolher entre o de soja e o de amêndoas.
Experimentei os pães "sem queijo" (tomate seco, azeitona verde e alho e ervas), os quiches do dia (ratatouille e espinafre) e a torta de cacau com geléia de frutas vermelhas. 
Os pães "sem queijo" são bem diferentes, levam batata e polvilho além do ingrediente que dá sabor.
O quiche de ratatouille com um mix de vegetais estava bem gostoso, preferi ele ao de espinafre. 
A torta de cacau com geléia de frutas vermelhas estava maravilhosa.
Eles aceitam encomendas para os pães "sem queijo" e para tortas doces que eles fabricam em outros sabores além da que experimentei, esqueci de perguntar se também fazem os quiches sob encomenda.
Outro destaque foi para a atendente que sabia tudo que levava nos pratos na ponta da língua, muito bom!
Para quem quiser conhecer o Café Corbucci fica na CLN 203 Bloco D Loja 53 - Asa Norte e o telefone para quem quiser fazer encomendas é 32011316.
Pode também acessar a fanpage Café Corbucci.




segunda-feira, 22 de julho de 2013

Frutta Mesmo - Picolés sem lactose, sem gordura, sem glúten.

Finalmente experimentei os picolés da Frutta Mesmo. 
Digo finalmente, porque me enviaram uma mensagem pelo blog para falar dos picolés sem lactose deles já há algum tempo e fiquei super curiosa. 
Aproveitei que o clima deu uma esquentada em Brasília e fui em um dos pontos de venda experimentar.
A vantagem desses picolés, é que eles são produzidos com fruta de verdade, sem corantes, conservantes ou gorduras.
A produção é artesanal e eles contam com uma linha vegana sem lactose e livre de qualquer ingrediente de origem animal.
Fiquei muito em dúvida na hora de escolher os sabores, acabei comprando o de banana, melancia e fúcsia (laranja com morango). 
Desses, o que menos gostei foi o de melancia, mas o de banana e o de fúcsia achei maravilhosos. Estou querendo experimentar outros sabores, porque o produto já me conquistou, gostinho de fruta madura fresquinha, o sabor doce é leve, além de ser uma escolha saudável.
A Frutta Mesmo, além dos pontos de venda parceiros, que você pode conhecer no site, faz entrega em domicílio. 
Além disso, para festas disponibilizam o carrinho que acomoda, dependendo da arrumação, de 100 a 180 picolés. 
Amei saber disso, já fiquei imaginando uma festinha cheia de picolés gostosos e refrescantes.




Bolo de Tapioca de São Luiz - sem lactose e sem glúten

Esse bolo de tapioca de São Luiz na realidade é salgado, não pensem que ele é parecido com aquele bolo de tapioca doce muito comum na Bahia ou na região Norte do Brasil, que também é muito gostoso.
Ele mais parece um pãozinho, é um ótimo substituto ao pão de queijo e ideal para comer com café.
Em qualquer padaria de São Luiz tem, conheci quando estive lá, aí minha comadre maranhense me passou a receita original que eu adaptei.
Criei duas versões, uma que leva leite piracanjuba zero lactose e manteiga, ideal para intolerantes à lactose, mas proibida aos alérgicos ao leite de vaca. 
Outra com substituições, troquei o leite por leite de coco e a manteiga por óleo. 
Essa última, intolerantes e alérgicos ao leite de vaca podem comer. 
O legal é que as duas versões da receita não tem glúten.
Dizem os nutricionistas que o consumo de manteiga é permitido aos intolerantes à lactose, porque ela contém apenas a gordura do leite e não o açúcar do leite (lactose), mas quem é alérgico à proteína do leite, os chamados alérgicos ao leite de vaca, não podem consumí-la de jeito nenhum.  
Eu não tenho problemas com a manteiga, já testei e realmente não sinto nada, apenas com os outros derivados do leite que não passo bem. 
As duas versões de receita ficam bem gostosas, vale a pena experimentar.



1a. Versão - Bolo de Tapioca de São Luiz (sem lactose e sem glúten) 
Essa é permitida apenas aos intolerantes à lactose e proibida aos alérgicos ao leite de vaca

Ingredientes:

1/2 kg de farinha de tapioca (aquela farinha que é quebradinha, não confundam com polvilho)
600 ml de leite Piracanjuba Zero Lactose
2 colheres de sopa de manteiga
50 gramas de coco ralado (metade de um pacote)
3 ovos batidos
Sal a gosto

Modo de preparo:


Em uma vasilha misture a farinha de tapioca, o coco ralado e o sal. Reserve. Ferva o leite com a manteiga. Quando estiver fervendo, despeje na vasilha com a  farinha, misturando bem, depois acrescente os ovos batidos e misture bem. Unte as mãos com manteiga e uma assadeira com óleo de cozinha. Vá fazendo bolinhas, amassando, como se estivesse fazendo pães de queijo. Disponha na forma untada uma ao lado da outra deixando um espaço. Coloque para assar em fôrno baixo e quando estiverem douradinhos em cima estão prontos.



2a. Versão - Bolo de Tapioca de São Luiz (sem lactose, sem derivados do leite e sem glúten) 
Essa é permitida aos intolerantes à lactose e aos alérgicos ao leite de vaca

Ingredientes:

1/2 kg de farinha de tapioca (aquela farinha que é quebradinha, não confundam com polvilho)
400 ml de leite de coco (duas garrafinhas pequenas)
200 ml de água
2 colheres de sopa de óleo de cozinha (qualquer tipo, girassol, canola, milho, etc)
50 gramas de coco ralado (metade de um pacote)
3 ovos batidos
Sal a gosto

Modo de preparo:


Em uma vasilha misture a farinha de tapioca, o coco ralado e o sal. Reserve. Ferva junto o leite de coco com a água. Quando estiver fervendo, desligue o fogo, acrescente o óleo e despeje na vasilha com a farinha, misturando bem, depois acrescente os ovos batidos e misture bem. Unte as mãos com margarina Becel e uma assadeira com óleo de cozinha. Vá fazendo bolinhas, amassando, como se estivesse fazendo pães de queijo. Disponha na forma untada uma ao lado da outra deixando um espaço. Coloque para assar em fôrno baixo e quando estiverem douradinhos em cima estão prontos.


Fotos: 2a. Versão.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

1 Ano do Achei sem Lactose - Viva!!!

Há um ano atrás nascia o Achei sem Lactose, um blog dedicado à todas as pessoas que possuem a intolerância à lactose e que buscam informações de produtos, locais onde comer, dicas e receitas.
Um blog que começou de mansinho e que hoje me enche de alegrias, ocupa parte dos meus pensamentos e tempo, me faz conhecer pessoas novas e interessadas no assunto, contribui para o meu aprendizado e crescimento pessoal.
Nesse dia especial, fiz o bolo de milho para comemorar, aquele da primeira postagem de receitas (Delícias Juninas sem lactose).
Gostaria de oferecer o primeiro pedaço desse bolo, como forma de agradecimento, a todas as pessoas queridas que me incentivaram, que acompanham o blog, que conheci durante esse primeiro ano e especialmente àquele que batizou o blog com um nome, meu esposo.
Depois do nome escolhido, ficou mais fácil para o meu lado arquiteta  criar o logotipo que todos vocês conhecem.
E junto com a idéia, com nome e logotipo prontos vieram as primeiras postagens.
Viva o Achei sem Lactose! Viva!!!




terça-feira, 18 de junho de 2013

Lactaid e seus produtos

Os suplementos Lactaid se tornaram muito conhecidos no mundo todo, são comprimidos com a enzima lactase que permitem o consumo eventual de lactose pelos intolerantes. 
Eles são muito fáceis de achar nos EUA, em qualquer supermercado, farmácia e afins, infelizmente aqui não temos essa facilidade.
Mesmo que, para nós intolerantes, isso signifique a oitava maravilha do mundo, a dica que dou é o consumo com moderação. 
Tudo porque a quantidade de lactose nos alimentos varia muito e também você nunca sabe ao certo o grau da sua intolerância, então muito cuidado, não vá pensando que tomando uma pilulazinha vai poder encher a barriga com tudo de lactose que encontrar pela frente.
Deixe eles para aqueles dias em que é convidado para algum evento ou que está com muita vontade de comer algo rico em lactose. 
O que eu não sabia é que a marca Lactaid possui outros produtos além dos suplementos, como leite, sorvete e queijo cottage.
Durante a viagem comprei o queijo cottage para experimentar e gostei muito, comi com pão, improvisei no molho do macarrão, foi um sucesso. 
Aliás, está uma febre nos EUA comer queijo cottage misturado com frutas vermelhas, tem gente que acrescenta até granola à essa mistura.








quinta-feira, 6 de junho de 2013

Stacy´s Pita Chips - Lanchinho de pão sírio assado



Mais uma dica dos EUA, experimentei o lanchinho de pão sírio assado e amei, o Stacy´s Pita Chips.
Ele vem em sacos idênticos aqueles de batata chips.
O diferencial dele é que é assado e tem várias opções de sabores, inclusive alguns sem lactose.
Gostei muito do "simply naked" (sabor natural, digamos assim, que é salgado) e do "cinnamon sugar" (doce, com  canela e açúcar).
Vale a pena experimentar quando estiver viajando, vende em qualquer supermercado, comprei no Publix.
O difícil é parar de comer depois que abre a embalagem.


terça-feira, 4 de junho de 2013

Dicas de restaurantes na Disney para intolerantes à lactose e pequenos

Quando se viaja com intolerantes à lactose e crianças pequenas, a primeira preocupação que surge é a questão da alimentação.  Se a viagem é internacional, a preocupação é ainda maior.  
Pensando nisso, fiz uma pesquisa pré-viagem de restaurantes e seus cardápios nos parques da Disney em Orlando. 
A idéia era não perder tempo nos parques escolhendo lugar pra comer e já ir direto no local certo que atendesse às nossas particularidades.
Nessa pesquisa, comprovei o que já imaginava, a maioria dos cardápios voltados para crianças deixa muito a desejar no quesito saudável. Os itens mais comuns são: hamburguer, batata frita, frango empanado frito, macarrão com queijo, cachorro-quente, o item melhorzinho encontrado era o macarrão com almôndegas e sempre se podia pedir um macarrão com molho de tomate e frango grelhado, mas arroz e verduras são raríssimos.
Até que descobri os restaurantes com sistema de buffet da Disney, eles cobram valor por pessoa e você pode comer a vontade, por conta disso tem um preço superior aos demais. Os valores do café-da-manhã e do jantar são mais caros. Crianças até 3 anos não pagam e crianças acima disso pagam meia.
Optamos por ir no horário de almoço que para nossa família costuma ser a principal refeição do dia, além de ser o horário mais econômico. Decidimos também que esse seria o momento de descanso perfeito entre a programação matutina e a vespertina do parque. 
A dica que dou é fazer reserva com antecedência, você pode escolher o horário, determinar a quantidade de pessoas, a faixa etária delas, se há alguma restrição alimentar no grupo, tudo pela internet no site da Disney. Isso diminui o tempo de espera e facilita muito na correria da programação.
Além de você fazer uma refeição em um ambiente confortável, esse tipo de restaurante tem o diferencial de oferecer a presença de personagens no horário de almoço. Eles vem em cada mesa para tirar fotos e é muito mais tranquilo do que enfrentar filas para isso. As crianças se divertem muito, o que torna esse tipo de  restaurante da Disney o ideal para famílias que viajam com crianças.
Para os intolerantes à lactose ou pessoas que possuem qualquer restrição alimentar, se você fizer a anotação dessa informação na reserva ou avisar na chegada do restaurante, o garçom avisa ao chef que pessoalmente vai até a sua mesa e lhe convida a fazer um tour no buffet para lhe informar o que tem e o que não tem lactose, o que pode e o que não pode comer. Achei isso simplesmente fantástico.
A variedade de alimentos oferecida também é muito boa, verduras, saladas, arroz, macarrão, vários tipos de carnes e acompanhamentos, opções saudáveis e não tão saudáveis, mas que atende a vários gostos. De sobremesa há muitas frutas e nos que fui não haviam sobremesas livres de lactose no buffet, mas o chef falava que ao final do meu almoço eu pedisse, dependendo do restaurante eles forneciam a opção, ou biscoitos tipo cookies ou brownie com sorvete livres de lactose que viriam direto da cozinha. Só o sorvete que não gostei muito, parecia ser de soja e sem gosto de sabor nenhum, mas os cookies e brownies maravilhosos.
Os três restaurantes com o sistema de buffet que fui no complexo Disney e que recomendo são:
Tusker House no Animal Kingdom, Crystal Palace no Magic Kingdom e Hollywood & Vine no Hollywood Studios.
Outra surpresa boa nos parques da Disney foi a facilidade com que encontrei frutas para consumir, banana, maçã, laranja, melão e melancia eram as mais comuns.
Depois da experiência, o que posso compartilhar é que é possível comer bem, saudável e livre de lactose nos parques da Disney.





sexta-feira, 31 de maio de 2013

Silk Almond Milk - Leite de Amêndoas (sem lactose)


Há algumas opções para substituir o consumo de leite, existem os leites de soja, dos quais não sou fã, os de arroz que ainda custam muito caro, os de vaca sem lactose, os de amêndoas e de aveia que geralmente temos que fabricar. Impressionante não termos mais alternativas acessíveis no mercado, considerando que 40% da população brasileira tem intolerância à lactose segundo matéria do Correio do Estado.
Estava viajando, por isso a ausência do blog, mas mesmo de férias fico antenada nos produtos livres de lactose e sempre em busca de uma novidade, não importa aonde vá.
Nessa viagem conheci o leite de amêndoas em caixinha da Silk e virei fã do Almond Milk. Muito prático e delicioso.
Experimentei o original, bem leve o sabor, morninho com canela fica uma delícia.
O de vanilla achei forte o gosto da essência, mas o de chocolate é dos deuses.
Uma pena ainda não termos eles por aqui, mas para quem está com passagem marcada para os Estados Unidos ou Canadá não deixe de experimentar, porque não irá se arrepender.
Aliás, os Estados Unidos é muito bem servido de produtos sem lactose, não deixem de visitar os supermercados de lá quando viajar.


quinta-feira, 9 de maio de 2013

Verde Campo - Iogurte sem lactose


Experimentei o iogurte sem lactose da Verde Campo, o LACFREE. 
Ele tem três opções de sabores: ameixa, morango e natural, todos sem adição de açúcar.
Eles contém sucralose na composição e eu preferia que não fossem adoçados com nada como os iogurtes naturais comuns, mas tudo bem, ter um iogurte sem lactose no mercado já é um avanço.
Experimentei apenas o natural, gostei muito, para comer com cereal, fruta ou  misturado com geleia é uma boa pedida para o café-da-manhã.
Só achei o valor caro, comparado aos iogurtes comuns.
Comprei na Vitazen da 716 Norte, mas você encontra em outras lojas de produtos naturais daqui de Brasília.
Atenção alérgicos ao leite, esse iogurte é recomendado apenas aos intolerantes à lactose.

domingo, 28 de abril de 2013

Matéria no Correio Braziliense - Festeje sem intolerância

Por causa do blog, o Correio Braziliense me procurou para uma entrevista sobre festas com cardápio livre de lactose, um assunto que sempre tenho tratado por aqui.
A matéria foi publicada na página de Gastronomia do jornal de sábado de 27 de abril de 2013. 
Uma parte da matéria vocês poderão conferir aqui.
A matéria como foi publicada no jornal escrito, vocês podem conferir na foto abaixo.




quarta-feira, 24 de abril de 2013

Festa no Restaurante Panelinha





O bom de se comemorar uma data especial é que existem várias opções de se realizar uma comemoração.
Uma boa opção é realizá-la em um estabelecimento comercial bacana, como um restaurante, por exemplo.
Essa escolha facilita bastante e reduz o trabalho que você teria. 



Você pode contratar um pacote fechado com o que irá ser servido, ou optar pelo tipo de festa por adesão, em que cada convidado paga pelo que consumir. Algo muito interessante para evento corporativo ou festa surpresa, quando os convidados oferecem a festa ao homenageado. 


Há muitos lugares que permitem que você leve a decoração, o bolo e que até cedem a sua cozinha para o anfitrião e seus convidados se arriscarem como chefs do dia, isso torna ainda mais personalizada a sua comemoração. Afinal, não é porque será realizada em um restaurante que não terá a sua cara.




Recentemente organizei uma festa para uma pessoa querida da família e escolhemos o Restaurante Panelinha (fotos). Eles tem um cardápio e ambiente maravilhosos, além de muita atenção e cuidado no preparo de pratos para intolerantes à lactose, o que é muito importante para nós intolerantes.
Além disso, são bem flexíveis para festas, tem pacotes fechados com valor por pessoa, oferecem comandas individuais para as festas por adesão e disponibilizam a cozinha para festas em que o anfitrião deseja cozinhar, com um serviço bem legal de compra de ingredientes e definição prévia de valor final daquele prato que será produzido. 
Permitem, ainda, caso queira, que seja levada a decoração e o bolo.




Idealizei e executei toda a decoração dessa festa inspirada no filme Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany´s) com a Audrey Hepburn, pois tinha tudo a ver com a homenageada da noite. 
Também fiz os bolinhos sem lactose com a ajuda de uma amiga e eu mesma decorei todos com pasta americana e glacê real. Gostei do resultado final, apesar de não ter tanta habilidade ainda com a pasta americana.
Para quem quiser conhecer um pouco mais a respeito do Restaurante Panelinha e obter maiores informações sobre o seu cardápio, as modalidades de festa que realiza e sua programação de noites especiais como a do Nhoque da Fortuna e da Confraria do Bem, pode acessar o site e sua fanpage clicando em cima da palavra.
O Panelinha fica na SHCN CL 316 Bloco E, Lojas 18 e 20 - Asa Norte - Brasília