terça-feira, 26 de junho de 2012

Informação sempre cai bem!



Comer fora para o intolerante à lactose se torna bem mais complicado, falta informação nos cardápios, nas etiquetas e pessoal mais bem treinado no atendimento de pessoas com restrições alimentares.


Cardápios 

Parece óbvio que um cardápio seja um cardápio, mas tem aqueles que não revelam nada do que você precisa saber para comer um prato e não ter nenhuma surpresa desagradável depois. É muito comum pedir um prato descrito aparentemente sem lactose e receber de brinde um queijo ralado por cima.  Seria interessante que os cardápios indicassem todos os ingredientes dos pratos, assim pediríamos a substituição, caso fosse preciso. Mais simpático ainda seria a indicação de pratos isentos de lactose no próprio cardápio. Há restaurantes que ao colocar cartões indicativos nos pratos, tem o cuidado de colocar observações quanto às suas restrições. Lugares assim indicam respeito e cuidado com os clientes. São atitudes simples, mas que fazem a diferença.


Etiquetas 

Assim como os cardápios, as etiquetas nem sempre informam tudo o que é preciso saber, muitas vezes apresentam o nome, o peso, o preço e a validade do produto, mas faltam os ingredientes. Isso é muito comum em padarias e lanchonetes que oferecem produtos de fabricação própria. Assim como no caso dos cardápios, seria mais simpático incluir a indicação de alimento isento de lactose, quando couber, mas já ajuda bastante indicar os ingredientes.


Treinamento


Você chega naquele restaurante que sempre quis conhecer e às vezes os problemas começam no atendimento. O pior é que muitas vezes esses problemas não se restringem à falta de conhecimento das restrições alimentares, mas na falta de conhecimento dos próprios produtos que estão oferecendo. Você fica inseguro de comer qualquer coisa num lugar em que ninguém sabe informar os ingredientes dos pratos. Aí nessas situações você acaba perdendo a vontade e a fome. O ideal seria que existissem cardápios completos e pessoal treinado, mas na ausência de um serve o outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário